Ícone do LinkedIn Ícone do RSS

11 Ago 2021 | 2 minutos • Desenvolvimento pessoal

Definição dos hábitos

O que precisei trabalhar para mudar a direção da minha carreira

Ingrid Machado

Ingrid Machado

Engenheira de computação, especialista em engenharia de software. Autora deste querido blog.

Image de capa do post Definição dos hábitos
Foto de Kelly Sikkema, via Unsplash

Se você acompanha a Trilha de Valor ou acompanha os posts sobre carreira no blog, você já deve saber grande parte do contexto deste texto. Caso não saiba, depois de ler o livro “Como as mulheres chegam ao topo”, eu segui a sugestão dos autores e selecionei os hábitos nos quais deveria trabalhar. Vou falar sobre o que fiz a respeito para cada um deles na seção “Hack de carreira” da edição #8 da newsletter, mas vou deixar registrado aqui quais foram os hábitos priorizados e o que cada um deles significa.


Hábito 1: Relutar em reivindicar suas conquistas

Este hábito fala sobre como temos dificuldade em enaltecer e contar o que fazemos. Particularmente, sempre achei que fazer um bom trabalho é o suficiente e que as entregas falam por si. Lendo esse capítulo, a ficha caiu.

Porém, esse hábito vai além de não mostrar o trabalho desempenhado. Ele fala sobre o esforço que fazemos para evitarmos levar o crédito pelo nosso trabalho, especialmente frente aos líderes seniores.

Hábito 2: Esperar que os outros notem e recompensem espontaneamente suas contribuições

Esse hábito está diretamente ligado com o anterior. Assim como precisamos dar visibilidade a respeito do que fazemos, também precisamos aproveitar os momentos de avaliação, feedback ou qualquer outra oportunidade do tipo para falar sobre as nossas expectativas.

Por mais que tenhamos um gestor que pretende nos recompensar e reconhecer da forma que merecemos, fica difícil entender como ficaríamos satisfeitos ou quais oportunidades se encaixariam no nosso plano de carreira, se o maior interessado não deixar explícito.

Hábito 6: Colocar seu emprego à frente de sua carreira

Desta lista, é o meu hábito mais latente e o que mais me prejudica. Pensar somente no emprego, sem pensar no que ele significa dentro da sua trajetória é um tiro no pé. Falo por experiência própria que toda a ansiedade que tive ao decidir sair de empregos anteriores acabou assim que vi como a mudança fez bem para o meu crescimento.

Hábito 10: Demais

Este hábito é sobre controlar frequentemente suas reações naturais, principalmente conforme se vai avançando na carreira. Geralmente causado por feedbacks negativos, já que mulheres que se expressam muito podem ser consideradas exageradas ou até mesmo descontroladas.

Envolve diretamente o quanto ficamos confortáveis em demonstrar nossas emoções, falar tudo o que queremos falar e sermos pessoas autênticas no ambiente de trabalho.

Hábito 11: Ruminar

Um hábito que, infelizmente, preciso trabalhar também na vida pessoal. Ruminar é se apegar a acontecimentos do passado e ficar revivendo, tentando pensar em como poderia ter sido se alguma coisa fosse diferente.


Caso queira entender cada um desses hábitos em detalhe, recomendo a leitura do livro “Como as mulheres chegam ao topo”. Um livro que serve para qualquer pessoa que queira fazer uma mudança positiva na carreira.

Até a próxima!

O link do post foi copiado com sucesso!

Mais conteúdos de Ingrid Machado

Imagem de capa do post Como foi o desafio de escrita

30 Jan 2023 • Desenvolvimento pessoal

Como foi o desafio de escrita

Em setembro, iniciei o desafio de 100 dias para adquirir o hábito da escrita. O desafio encerrou em dezembro e quero compartilhar nesse post como foi manter esse compromisso durante todo esse tempo...

5 minutos

Imagem de capa do post Lidando com mudanças - Ansioso

02 Jan 2023 • Desenvolvimento pessoal

Lidando com mudanças - Ansioso

No post anterior, falei sobre as sugestões de alívio para o mundo frágil. Agora, pretendo falar sobre como lidar com o mundo ansioso. Como solução para o mundo ansioso que vivemos, a definição do ...

7 minutos

Imagem de capa do post Lidando com mudanças - Frágil

05 Dez 2022 • Desenvolvimento pessoal

Lidando com mudanças - Frágil

Como comentei na introdução desta série, o framework BANI sugere quais são as formas de lidar com cada uma das características do mundo em que estamos vivendo. Para lidar com a fragilidade, a suges...

8 minutos

linkedin icon
LINKEDIN
Twitter icon
TWITTER
RSS icon
RSS

Ingrid Machado © 2019 - 2023

• Ingrid Machado © 2019 - 2023

• Layout por Victoria Facundes • Desenvolvido por Cristhian Rodrigues

VOLTAR AO TOPO

voltar para o topo