Ícone do LinkedIn Ícone do RSS

18 Set 2023 | 3 minutos • Desenvolvimento pessoal

Autoliderança - Definir objetivos

Definindo o que queremos concluir no futuro

Ingrid Machado

Ingrid Machado

Engenheira de computação, especialista em engenharia de software. Autora deste querido blog.

Image de capa do post Autoliderança - Definir objetivos
Foto de Greg Rakozy, via Unsplash

No post anterior, expliquei o que é autoliderança e como ela pode te ajudar a manter uma vida fora do piloto automático. E no post de hoje, pretendo apresentar a primeira habilidade da autoliderança, que geralmente constitui o primeiro passo no processo de desenvolvimento pessoal.

Este é o segundo post da série sobre autoliderança. A lista completa de posts pode ser encontrada aqui.


A primeira habilidade necessária para desenvolver a autoliderança é a de se estabelecer objetivos realistas e fazer planos para atingir cada um deles. Porque de nada adianta definirmos diversos objetivos, se não estamos equipados com ferramentas que nos permitam a conclusão de cada um deles.

Objetivos SMART

Um conceito que nos ajuda a estabelecer bons objetivos é o SMART, um acrônimo que dita as características necessárias para se definir um objetivo com maior chance de conclusão:

Você já deve ter passado por situações em que não conseguia atingir algum objetivo porque ele não atendia a alguma dessas características. Se ele não é específico, fica bem difícil saber se o que estamos fazendo é o suficiente, já que não sabemos onde queremos chegar. Se ele não é mensurável, não existe uma forma de medir o quanto evoluímos. Se não conseguimos atingir o objetivo com as ferramentas disponíveis, precisamos encontrar as ferramentas corretas antes de iniciar o trabalho. Se o objetivo não for realista, não adianta dedicarmos esforço a algo que não vai poder ser concluído e vai somente nos esgotar. E sem um prazo, costumamos procrastinar e não focar no que precisamos fazer.

Por tudo isso, ter um objetivo SMART já é meio caminho andado para conseguir concluir os objetivos que definimos.

Existem algumas definições diferentes para o que cada letra do acrônimo significa. Eu me baseei nessa fonte, mas alguns materiais online definem o R como Relevant (Relevante), por exemplo. Um artigo do próprio autor do SMART considera o A como Assignable (Atribuível). Dito isso, acredito que todas as mudanças trazem características interessantes e o melhor é avaliar o seu contexto antes de usar e adaptar o formato.

Objetivos de evitação e de abordagem

Esse é um conceito que aprendi no curso que fiz mais recentemente e não consegui encontrar uma tradução melhor para descrever. Mas o ponto principal é que podemos definir objetivos de duas formas:

Essas são duas formas possíveis de definirmos objetivos. Mas, quando focamos em objetivos de abordagem, o nosso cérebro fica sugestionado para seguir com a conclusão de objetivos bem definidos.

A influência dos objetivos para a confiança

O livro “A velocidade da confiança” descreve todos os fatores que influenciam na construção da nossa confiança com outras pessoas. E um dos primeiros conceitos apresentados fala que muitas pessoas não confiam nas outras. Essa é uma informação interessante, principalmente quando pensamos que dependemos muito de outras pessoas para o nosso próprio crescimento pessoal.

Uma das sugestões para conseguir aumentar a confiança em outras pessoas é aumentar primeiro a confiança em si mesmo. E um exemplo muito interessante fala que não conseguimos confiar em nós mesmos quando fazemos promessas de ano novo e não as cumprimos. Ou seja, a partir do momento em que definimos objetivos pessoais e não conseguimos concluí-los, estamos diminuindo a confiança que temos em nós mesmos e gerando consequências que podem reverberar em outras pessoas.

Imagino que você já saiba o quanto é importante definir objetivos, mas essa visão da confiança pode ser um bom motivador para seguir adiante com a conclusão deles.


Apesar de ser a primeira habilidade apresentada, não necessariamente definir objetivos precisa ser a primeira coisa a se focar no trabalho da autoliderança. Conforme os posts forem avançando, espero que fique mais claro o quanto todas as habilidades se complementam e como podem ser priorizadas de acordo com o que você precisa no momento.

Como sempre, os comentários estão abertos para sugestões e feedbacks.

Até a próxima!

O link do post foi copiado com sucesso!

Mais conteúdos de Ingrid Machado

Imagem de capa do post A ciência do bem-estar

22 Jan 2024 • Desenvolvimento pessoal

A ciência do bem-estar

O curso “A ciência do bem-estar” foi um dos que eu mais gostei de fazer no Coursera em 2023. Ele desmistifica muitos conceitos que entendemos como verdadeiros para ser feliz e apresenta estratégias...

9 minutos

Imagem de capa do post Minha lista de cursos no Coursera em 2023

18 Dez 2023 • Desenvolvimento pessoal

Minha lista de cursos no Coursera em 2023

Neste ano, participei de vários programas de capacitação dentro da empresa em que trabalho. E um desses programas concedia uma bolsa de um ano no Coursera. Como busquei muitas indicações na intern...

8 minutos

Imagem de capa do post Zona de aprendizado

27 Nov 2023 • Desenvolvimento pessoal

Zona de aprendizado

Na edição #58 da Trilha de Valor, escrevi sobre as habilidades necessárias para uma rotina de aprendizado contínuo. Nesse texto comentei sobre a aprendizagem, ou seja, a habilidade de aprender e so...

4 minutos

linkedin icon
LINKEDIN
Twitter icon
TWITTER
RSS icon
RSS

Ingrid Machado © 2019 - 2024

• Ingrid Machado © 2019 - 2024

• Layout por Victoria Facundes • Desenvolvido por Cristhian Rodrigues

VOLTAR AO TOPO

voltar para o topo