Ícone do LinkedIn Ícone do RSS

13 Fev 2023 | 4 minutos • Desenvolvimento pessoal

Como receber bem um feedback

Tirando o melhor das observações dos outros

Ingrid Machado

Ingrid Machado

Engenheira de computação, especialista em engenharia de software. Autora deste querido blog.

Uma das formas mais interessantes de evoluirmos como profissionais, é através de feedbacks. Porque, geralmente, um feedback vai trazer à tona comportamentos que nem sempre nos damos conta. E ter essa percepção de quem nos observa é bem importante para a melhoria contínua e para atingirmos os objetivos que planejamos. Só que, nem sempre, conseguimos receber bem uma opinião ou sugestão.

Assim como é importante saber estruturar e repassar um feedback para alguém, também é igualmente importante saber ouvir as opiniões alheias e extrair o que pode nos ajudar. E falo isso com conhecimento de causa.

Eu gosto muito de pedir e receber feedbacks. Mas já passei por situações em que levei para o pessoal e acabei não aproveitando nada do que foi dito. E eu realmente acredito que ter a consciência de que nem sempre estamos prontos ou agimos corretamente é o primeiro passo para se aproveitar melhor dessa ferramenta. Por isso, trabalho constantemente para melhorar a minha escuta e para saber receber um feedback de bom grado.

Neste post, quero compartilhar contigo uma dica que, apesar de simples, me ajudou a focar na minha evolução e a saber lidar melhor com críticas.

Saiba o que é um feedback

Para receber bem um feedback, precisamos entender o que é um feedback. E essa foi uma dica bem simples, que recebi num treinamento:

O feedback é a percepção dos outros sobre você.

Apesar de simples, é uma definição que permite mudar totalmente a nossa forma de pensar. Porque é sempre muito bom quando temos um retorno positivo. Nos sentimos motivados e importantes frente às nossas responsabilidades. Só que receber apenas feedback positivo não nos ajuda a evoluir. Pelo menos não tanto quanto um feedback com pontos de melhoria.

A partir do momento que entendemos que o feedback é a percepção dos outros sobre nós, fica fácil filtrar o que ouvimos e tirar o melhor proveito. É preciso saber separar o que serve e o que não faz sentido. E acho que talvez era aí que estava o meu maior erro. Eu costumava tomar todas as informações como verdadeiras e pensar que falhei.

O que fazer com o feedback

Seguindo essa dica, o foco inicial deve ser em filtrar o que pode ajudar e, em seguida, focar no que é possível trabalhar para que o feedback não se repita da mesma forma. Manter essa postura deixa o processo mais tranquilo até para quem está nos passando as suas impressões, que vai saber que pode passar tudo o que percebeu sem medo de uma reação desproporcional.

Entender o que foi dito

Caso o feedback tenha sido muito abrangente, não há problema nenhum em pedir para que a pessoa seja mais específica. Pedir exemplos ou dar mais detalhes vai servir para te apoiar nas próximas etapas. Então, antes de mais nada, tenha certeza de que entendeu tudo o que foi passado e em quais situações essas informações se aplicam.

Filtrando as informações

Talvez você receba um feedback muito duro a respeito de um ponto de melhoria e a sua primeira reação seja ficar triste ou ofendido, por achar que a pessoa não tem informações suficientes para te dizer o que precisa melhorar. E a verdade é que ela realmente não tem a visão do todo.

Novamente, cabe a você filtrar tudo o que foi dito e entender o que pode ajudar e o que não serve para você no momento. Quando vemos um feedback como uma percepção, isso implica que devemos entender que a pessoa tem uma visão parcial do seu trabalho. E, dentro dessa visão, ela entende que alguns elementos podem ser melhorados. Caso algo não faça sentido ou foi percebido de forma errônea, basta descartar e focar no que faz sentido.

Partindo para a ação

Depois de filtrar o que faz sentido para você, decida como vai melhorar esses pontos. Buscar por ajuda com mentorias, leituras, cursos ou qualquer outra fonte é o próximo passo nesse fluxo. Mas, o mais importante, é aplicar o que aprendeu. Muitas vezes, queremos estudar indefinidamente e não aplicamos nada na prática. Só que isso não muda a percepção que as pessoas têm de você. Caso queira receber bons feedbacks, mostrar que está evoluindo é um sinal claro de que se importa e de que vale a pena estruturar uma devolutiva de qualidade.

Mindset de melhoria contínua

Você pode aplicar uma melhoria e, mesmo assim, receber um novo feedback sobre o mesmo ponto. Não vejo isso como um problema, justamente porque precisamos pensar que estamos evoluindo constantemente.

Nesse caso, volte para o início do processo e entenda o que ainda falta melhorar e parta para a ação novamente.


Feedbacks positivos são ótimos para nos manter motivados. Mas são os feedbacks de melhoria que vão nos fazer atingir o próximo nível. Por isso, é bom sempre estar preparado para receber as informações sem levar para o pessoal. E trabalhar com o que faz sentido para os seus objetivos.

Espero que essa dica tenha te ajudado.

Até a próxima!

O link do post foi copiado com sucesso!

Mais conteúdos de Ingrid Machado

Imagem de capa do post A ciência do bem-estar

22 Jan 2024 • Desenvolvimento pessoal

A ciência do bem-estar

O curso “A ciência do bem-estar” foi um dos que eu mais gostei de fazer no Coursera em 2023. Ele desmistifica muitos conceitos que entendemos como verdadeiros para ser feliz e apresenta estratégias...

9 minutos

Imagem de capa do post Minha lista de cursos no Coursera em 2023

18 Dez 2023 • Desenvolvimento pessoal

Minha lista de cursos no Coursera em 2023

Neste ano, participei de vários programas de capacitação dentro da empresa em que trabalho. E um desses programas concedia uma bolsa de um ano no Coursera. Como busquei muitas indicações na intern...

8 minutos

Imagem de capa do post Zona de aprendizado

27 Nov 2023 • Desenvolvimento pessoal

Zona de aprendizado

Na edição #58 da Trilha de Valor, escrevi sobre as habilidades necessárias para uma rotina de aprendizado contínuo. Nesse texto comentei sobre a aprendizagem, ou seja, a habilidade de aprender e so...

4 minutos

linkedin icon
LINKEDIN
Twitter icon
TWITTER
RSS icon
RSS

Ingrid Machado © 2019 - 2024

• Ingrid Machado © 2019 - 2024

• Layout por Victoria Facundes • Desenvolvido por Cristhian Rodrigues

VOLTAR AO TOPO

voltar para o topo