/ ORGANIZAÇÃO

Promessas de ano novo

Foto de Erwan Hesry, via Unsplash

Início de ano é uma época ótima para tentar colocar a vida nos eixos. Como sempre comento por aqui e na newsletter, eu me perco várias vezes durante o ano e gosto de aproveitar o clima de renovação para firmar muitos compromissos que talvez eu não conclua, mas que me fazem ficar mal caso eu não me comprometa.

Neste post, quero compartilhar as minhas promessas de ano novo. Além de usar o post para deixar registrado, também acredito que me esforço um pouco mais quando compartilho publicamente o que gostaria de fazer.

Minhas lista de compromissos

Além da lista de livros de 2022, também fiz uma lista com alguns objetivos mais gerais para esse ano. Ela se resume aos seguintes itens:

  • Publicar 1 post por semana no blog
  • Juntar R$XX,XX
  • Me exercitar pelo menos uma vez por semana
  • Ler 24 livros
  • Manter uma rotina constante de estudos
  • Manter a minha “rotina perfeita”

Praticamente todos os itens são interligados, porque entendo que todos são possíveis se eu manter o meu dia a dia organizado.

Como pretendo atingir cada um dos objetivos

Para resolver o meu bloqueio criativo na hora de escrever os posts, gerei uma lista com 52 tópicos. Assim, eu já consigo desviar de um dos meus principais problemas para manter a constância, que é ficar procurando sobre o que escrever. Eu ando estudando muita coisa ao mesmo tempo, então fica fácil se perder e no final não conseguir organizar as ideias. A lista não foi criada para limitar o que vou escrever aqui, mas sim para servir como “cola” quando eu precisar de alguma ajuda. Se tudo der certo, o blog terá um post novo toda sexta-feira.

Para conseguir juntar dinheiro, pretendo ter um controle um pouco mais rígido dos meus gastos. Tenho uma planilha no Excel, onde acompanho mensalmente a minha situação financeira, mas, em 2021, andei perdendo um pouco a mão nos gastos com cartão de crédito. Impor limites de gastos e me atentar mais às projeções dos meses seguintes vai ser a minha estratégia.

Já para manter a rotina de exercícios, pretendo manter as caminhadas matinais que faço com o meu marido. Ter uma companhia para fazer exercícios tem sido o diferencial nos últimos dias e não tenho a intenção de mudar isso. Também não pretendo incluir nenhum outro exercício na minha rotina no curto prazo. Pelo menos não enquanto a caminhada estiver no ritmo leve que está agora.

Ano passado, fiz a promessa de ler 12 livros e consegui cumprir antes da metade do ano. Para me desafiar um pouco mais e manter a leitura no mesmo ritmo, decidi dobrar o número de livros desse ano. Nesse objetivo já me programei para manter a rotina de leitura antes de dormir e também quero conseguir ter os livros como substitutos das redes sociais nos finais de semana. Já tenho uma lista com 12 livros de ficção e os outros vão se dividir entre os livros da TAG, da Instrínsecos e de não ficção. Também vou seguir enviando o meu progresso de leitura a cada edição da Trilha de Valor.

Para manter a rotina de estudos e a minha “rotina perfeita” vou me apoiar muito no uso de um planner. Já tem dado certo, mas, como janeiro ainda nem acabou, não quero ficar muito esperançosa e correr o risco de relaxar. Estou estudando assim que termino o horário de trabalho, para não perder o ritmo, e até agora está funcionando bem. Para a minha rotina geral, o uso de despertadores tem sido muito útil e estou tentando não colocar soneca ou ignorar nenhum deles.

Como pretendo acompanhar o meu progresso

Depois de falar sobre o quanto me adaptei bem ao planner sem data, a minha irmã me deu um planner com data de Natal. Para não desperdiçar o presente, vou deixar o anterior guardado e usar esse novo. Ele tem uma estrutura bem simples: definição de metas, planejamento anual, anotações e, para cada mês, um calendário, páginas com o planejamento semanal, uma página para finanças e uma página com o resumo do mês.

Algumas datas importantes do ano eu já deixei registradas no planejamento anual. E, para seguir com o acompanhamento do dia a dia, separei a organização em duas etapas:

  • Planejamento no calendário do mês, que pretendo fazer antes do mês iniciar
  • Planejamento semanal, que pretendo seguir fazendo todo domingo

Com esse novo planner, pretendo aproveitar que existe um resumo do mês e incluir uma espécie de retrospectiva no meu planejamento, antes de começar a pensar no mês seguinte. Caso tenha interesse na sugestão do planner, ele tem um espaço para preencher os seguintes itens no final do mês:

  • Metas alcançadas
  • Tarefas pendentes
  • Onde acertei
  • Onde errei
  • Como posso melhorar

No dia a dia, estou sempre revisando as tarefas do dia atual pela manhã e marcando as concluídas e/ou remanejando as pendentes antes de dormir. Por enquanto tem sido bem tranquilo e me parece bem possível manter esse ritmo o ano inteiro. Também vou seguir comentando a respeito de como está sendo na Trilha de Valor, dentro da seção ”Organização pessoal”.


Espero que 2022 seja um ano em que possamos colocar as nossas vidas nos eixos novamente. Se isso custa o uso de um planner datado, estou disposta a fazer o sacrifício. Também espero que no final do ano eu possa compartilhar que pelo menos usei o planner durante todo o ano e consegui avançar em todos os meus objetivos.

Até a próxima!



ingridmachado

Ingrid Machado

Engenheira de computação, especialista em engenharia de software.
Autora deste querido blog.

Mais posts